ESTRELA NEGRA COMPLETA 1 ANO

FESTA GRATUITA NAS GRAÇAS TRAZ DJS ESTRANGEIROS PARA SEU ANIVERSÁRIO

IMG_9701 (1)
É chegada a hora de comemorar 1 ano da Estrela Negra, festa que vem ajudando a movimentar a cultura da noite recifense trazendo toda semana ao bar A Caverna uma discotecagem de música negra. Para celebrar, os DJs residentes Nego Freeza, Patricktor4 e Rafoso Seletor vão trazer dois convidados especiais: o ganês, radicado em Salvador, DJ Sankofa, trazendo em seu set Afrobeat, High Life, Hiplife, Soukus, Juju e outras vertentes da música africana contemporânea; Já o DJ inglês Mango Park, vai apresentar uma seleção que passeia por gêneros como Grime, UK Funky e Tropical Bass.

mac1
Excepcionalmente, a Estrela Negra deste sábado vai começar às 20h e vai até as 03h, garantindo uma promoção especial de chopp artesanal para quem chegar cedo (até 23h) , e promete formar uma pista de dança mais quente que o Saara.
A Estrela Negra que está presente na bandeira de Gana, que veio a influenciar também a de Guiné Bissau, foram inspiradas numa linha de embarcações, chamada Black Star Line, que transportavam tanto mercadorias como afrodescendentes no movimento que ficou conhecido como “Volta à África”. De propriedade do jamaicano e pan-africanista Marcus Garvey, que depois veio a ser considerado um messias dentro do movimento Rastafári, a Estrela Negra é emblemática para ilustrar a ligação de África e suas diásporas, cultural, política e esteticamente.

Captura de Tela 2018-06-13 às 11.57.50 AM

A festa, que vem acontecendo todos os sábados no bar “A Caverna”, tem entrada gratuita e além de convidados brasileiros e estrangeiros, vem marcando a noite recifense oferecendo diversão com um repertório selecionado com muito zelo, a seis mãos, escolhidos pelos DJs Nêgo Freeza, Patricktor4 e Rafoso Seletor.

 

Serviço:

ESTRELA NEGRA, aniversário de 1 ano.

DJs Nêgo Freeza, Patricktor4 e Rafoso Seletor convidam

DJ SANKOFA (Gana) e DJ MANGO PARK (Inglaterra)

sábado das 20h até as 3h

A Caverna, Rua Fernando Lopes, 76 (Graças)

Entrada Gratuita

 

 

Anúncios

ESTRELA NEGRA, DA ÁFRICA À JAMAICA!

Festa com música de matriz africana agita as noites de Sábado nas Graças!

Todos os sábados a partir das 22h o bairro das Graças é o destino dos recifenses interessados em ouvir uma seleção musical focada em apresentar novidades. Há quase um ano, quando o bar “A Caverna” abriu suas torneiras de cerveja artesanal, conectar as mais diferentes tendências e origens, que trazem como referência o continente africano e a diáspora, tem sido a principal característica das noites do ESTRELA NEGRA.

Captura de Tela 2018-05-31 às 9.29.53 AM

A Estrela Negra que está presente na bandeira de Gana, que veio a influenciar também a de Guiné Bissau, foram inspiradas numa linha de embarcações, chamada Black Star Line, que transportavam tanto mercadorias como afrodescendentes no movimento que ficou conhecido como “Volta à África”. De propriedade do jamaicano e pan-africanista Marcus Garvey, que depois veio a ser considerado um messias dentro do movimento Rastafári, a Estrela Negra é emblemática para ilustrar a ligação de África e suas diásporas, cultural, política e esteticamente.

estela na rua

A festa, que vem acontecendo todos os sábados no bar “A Caverna”, tem entrada gratuita e além de convidados brasileiros e estrangeiros, vem marcando a noite recifense oferecendo diversão com um repertório selecionado com muito zelo, a seis mãos, escolhidos pelos DJs Nêgo Freeza, Patricktor4 e Rafoso Seletor.

IMG_20180217_232711630_BURST000_COVER_TOP

Utilizando-se das bases sonoras de matriz africana que se entrecruzam e se retroalimentam numa troca constante ao redor do mundo, da Jamaica à Etiópia, do Brasil à Nigéria, dos E.U.A. ao Benim, o Estrela Negra Crew propõe uma discotecagem que passa por diversos gêneros musicais interconectados dentro do mundo Atlântico Negro: Afrobeat, SoulFunk, Rap, Reggae, Dancehall, Bahia Bass e outros que contam essa história de ligação, comunicação, política e celebração da música negra.

Serviço:
ESTRELA NEGRA

DJs Nêgo Freeza, Patricktor4 e Rafoso Seletor

Todos os sábados das 22h até as 3h

A Caverna, Rua Fernando Lopes, 74 (Graças)

Entrada Gratuita 

Escute o playlists no Spotify
spotify:user:12165307956:playlist:643S5o6WwVEbRmkhWgy3tG

BAILE TROPICAL completa 8 anos com show de ÁTTOOXXÀ (BA)

OZ e ATTOOXXA

Uma das mais importantes festas brasileiras da atualidade chega aos 8 anos com um grande evento em Belém do Pará, neste mês de maio.
O Baile Tropical depois de rodar por mais de 40 cidades de 16 países, comemora 140 edições com uma super festa no Açai Biruta neste próximo dia 4 de maio. 

Save the Date!

Os Djs residentes do baile Bernardo Pinheiro e Patricktor4 confirmam a presença da grande revelação do verão, os baianos do ÁTTOOXXÀ, donos do hit carnaval 2018 “Elas Gostam” (olha a pop da bunda!) ou seja muita fuleragem para suar a noite toda!

Em breve ingressos antecipados na Sympla!

Patricktor4 espalha batidas tropicais no velho continente.

O artista baiano leva o Baile Tropical, festa que mistura novas tendências tropicais e afrolatinos para turnê europeia.

 

O DJ e produtor baiano Patricktor4 volta a excursionar pela Europa, depois de uma hiato de 4 anos, ele apresenta seu novo single #ONDANOVA, além de um set recheado de novas músicas de djs e produtores brasileiros, africanos e latinos.

Foto Por Natália Mendes

Foto Por Natália Mendes

 

#ONDANOVA é o resultado da mistura de influências de Patricktor4, que passeia pela axé music baiana, afrohouse de Martin Solveig e Bob Sinclair e pelo funk carioca. “Sente o meu grave te abraçar”, brinca o artista ao comentar o seu novo som. “#ONDANOVA é uma clara tentativa de chegar a um house bem brasileiro, com elementos mais evidentes desde o suingue percussivo de influência africana aos riffs dos teclados do funk dos anos 90 e axé dos anos 80, fazendo uma música de pista de dança com o sotaque de Brasil e com sabor tropical”, diz.
Sua turnê inicia na Bulgária onde se apresente ao lado do Dj local Kosta Kostov, especialista em pesquisas que mostram a nova cena do leste europeu, com beats e harmonias pautados na música cigana dos Balkans, Kostov vive na Alemanha onde comanda a festa Balkan Express. Da Bulgaria Patricktor4 segue para a França onde se apresenta dia 31 em Lyon e 01 de setembro em Paris, no L’aLimentaton General, local já velho conhecido da noite parisiense onde rola muita música Africana, brasileira e latina.

tor4 NAT 3

Foto Por Natália Mendes

De París, tor4 pega um trem por baixo do Canal da Mancha e vai para a terra da rainha onde se apresenta 2 vezes, nos dias 02 de setembro no ArchSpace pub ao lado do DJ britânico Cal Jader, mentor do projeto Movimientos especializado em promover a nova musica Afro-latina na Inglaterra e no dia 07 de setembro numa noite voltada a comemorar a Independência do Brasil ao lado do brasileiro DJ Limão, radicado há anos na capital inglesa, no pub Barrio Shoreditch.

A música de Patricktor4 reflete a mistura de sonoridades do “ Baile”, que busca reconectar antigas sonoridades tradicionais a novas texturas urbanas com misturas de batidas e timbres eletrônicos a ritmos populares periféricos.

Tanta mistura é fruto de uma experiência de vida marcada pelo fato de ter morado em várias cidades do Brasil. Baiano de nascimento, ele passou boa parte dos seus 38 anos girando pelo Norte e Nordeste do país, onde viu, ouviu e absorveu as influências da música popular desses lugares.

Essa tendência da nova música tropical vem ganhando força nas pistas de dança das principais capitais do mundo. Patricktor4 é hoje um dos principais DJs e produtores brasileiros. Responsável pelo “Baile Tropical”, festa itinerante que já circulou por mais de 10 países, o artista pesquisa as novas tendências da música tropical de origem africana, latina e brasileira, sempre lançando novos talentos. Sua festa, criada em 2010, em Belém do Pará, já ultrapassou a marca de 125 edições.

tor4 NAT 2

Foto Por Natália Mendes


Da Inglaterra a turnê segue para o norte da Espanha, Lugo e Foz são as cidades que recebem respectivamente nos dias 8 e 9 de setembro a festa Baile Tropical, dali o DJ segue para Marsellha no sul da França para uma edição especial do Baile Tropical na Riviera Francesa no agradabilíssimo Le Chapiteau, a saga europeia do Dj brasileiro se encerra em Barcelona no dia 16 de setembro no club Cara B, um dos picos mais alternativos da capital Catalã onde o público vai atrás das novidades musicais de todo o mundo.

Patricktor4 #EUROTOUR 2017
31/08 Lyon/FRA – La Maison M
01/09 Paris/FRA – L’Alimentation General
02/09 Londres/UK – Arch space
07/09 Londres/UK – Barrio Shoreditch
08/09 Lugo/ESP – Vintage Bar
09/09 Foz/ESP – Le Moustage
15/09 Marselha/FRA – Le Chapiteau
16/09 Barcelona/ESP –  Cara B

 

BAILE TROPICAL PELA PRIMEIRA VEZ EM SÃO LUIS

UMA NOITE QUE MISTURA DE BEATS E RITMOS AFRO-LATINOS E BRASILEIROS, COMANDADA PELO DJ BAIANO PATRICKTOR4

tor4 laranja
Depois do Sucesso do DJ PATRICKTOR4 no Festival BR 135, o baiano volta a Ilha do Amor com sua festa BAILE TROPICAL, um caldeirão de ritmos brasileiros e afrolatinos, da Cumbia ao Kuduro, o Funk ao Trap, do Reggae ao Carimbó.

O Baile Tropical começou em Belém do Pará em 2010 e circulou pelas principais capitais do mundo (passando pela Argentina, Uruguai, Estados Unidos, Portugal, Espanha, França, Alemanha, Inglaterra, Áustria, Eslováquia e Coréia), apresentando ao público as novas tendências da música tropical, africana, latina, brasileira e mundial no repertório de DJs e bandas de vários países.
O evento busca reconectar antigas sonoridades tradicionais a novas texturas urbanas com misturas de batidas e timbres eletrônicos a ritmos populares periféricos como cúmbia, zouk, brega e samba.

TOR4 EM SLZ
Essa Mistura de ritmos quentes e dançantes, com o grave pesadão acontece no próximo dia 26 de maio, sexta-feira no Cidade Velha PUB (Rua da Estrela, 400) e conta ainda com as pedras dos DJs Maranhenses Tarcisio Selektah, Pedro Sobrinho e Franklin Santos.
BAILE SLZ
Patricktor4 é um dos principais DJs e produtores brasileiros da atualidade.
Baiano de nascimento, ele passou boa parte da vida girando pelo Norte e Nordeste brasileiro onde viu, ouviu e absorveu todas as influências da música popular produzida e consumida nesses lugares. Como DJ e radialista, reconecta a pluralidade étnica na musicalidade brasileira a seus equivalentes pelo mundo. Assim, suas influências vão do baião Nordestino ao balkan beats do Leste Europeu, do funk carioca ao kuduro Africano, do tecnobrega Paraense à latina cumbia digital, da guitarrada Amazônica ao zouk Caribenho, do afoxé baiano ao afrobeat da Nigéria.

Serviço:
BAILE TROPICAL #121
Cidade Velha Pub
26/05 22h
DJs
PATRICKTOR4 (BA)
TARCISIO SELEKTAH
PEDRO SOBRINHO
FRANKLIN SANTOS

Descubra #ONDANOVA, novo single do DJ e produtor Patricktor4

O artista baiano é responsável pelo Baile Tropical, festa que mistura ritmos tropicais e afrolatinos e que já passou por mais de 10 países.

15417802_332834813764226_1187372017_o-1

Capa por Caramurú Baungartner

O DJ e produtor baiano Patricktor4 apresenta seu novo single #ONDANOVA, música que marca a volta do multi-artista como produtor musical, quatro anos após o lançamento da sua última música, “Cai na Roda”. O single conta com vocais da cantora pernambucana Maria Flor, produção de Leo D. e distribuição do selo franco-brasileiro Abatjour Records.

#ONDANOVA é o resultado da mistura de influências de Patricktor4, que passeia pela axé music baiana, afrohouse de Martin Solveig e Bob Sinclair e pelo funk carioca. “Sente o meu grave te abraçar”, brinca o artista ao comentar o seu novo som. “#ONDANOVA é uma clara tentativa de chegar a um house bem brasileiro, com elementos mais evidentes desde o suingue percussivo de influência africana aos riffs dos teclados do funk dos anos 90 e axé dos anos 80, fazendo uma música de pista de dança com o sotaque de Brasil e com sabor tropical”, diz.

Tanta mistura é fruto de uma experiência de vida marcada pelo fato de ter morado em várias cidades do Brasil. Baiano de nascimento, ele passou boa parte dos seus 38 anos girando pelo Norte e Nordeste do país, onde viu, ouviu e absorveu as influências da música popular desses lugares.

tor4
Patricktor4 é hoje um dos principais DJs e produtores brasileiros. Responsável pelo “Baile Tropical”, festa itinerante que já circulou por mais de 10 países, o artista pesquisa as novas tendências da música tropical, africana, latina e brasileira, sempre lançando novos talentos. Sua festa, criada em 2010, em Belém do Pará, já ultrapassou a marca de 100 edições.

A música de Patricktor4 reflete a mistura de sonoridades do “ Baile”, que busca reconectar antigas sonoridades tradicionais a novas texturas urbanas com misturas de batidas e timbres eletrônicos a ritmos populares periféricos como cumbia, zouk, brega e samba.
Essa tendência da nova música tropical vem ganhando força nas pistas de dança das principais capitais do mundo. O lançamento é o início de uma parceria com a Abatjour que pretende levar Patricktor4 e sua afiada curadoria para abrir portas à nova música Afrolatina para os Estados Unidos e a Europa.


BAILE TROPICAL #112 em SAMPA

tor4
O Baile Tropical, festa que apresenta mistura de ritmos tropicais e afrolatinos  que já rodou por várias cidades do mundo, chega à São Paulo neste sábado (11), às 22 horas, no Stage Bar(Rua Brigadeiro Galvão 871, 01151000 São Paulo)

Depois de passar por países como Argentina, Uruguai, Estados Unidos, Portugal, Espanha, França, Alemanha, Inglaterra, Áustria e Eslováquia, o evento será realizado em Sampa com um verdadeiro Dream Team do tropical bass.

gabi-ubaldo

Gabriela PENSANUVEM

PATRICKTOR4, Residente da festa e radicado em Recife, criou o evento em 2010 em Belém do Pará e convida Gabriela PENSANUVEM, Dj e Produtora das festas Macumbia e Pitangueira, ela apresenta um set em vinil trazendo muita chicha, cúmbia e outros ritmos latinos.

dago

DJ DAGO

o Baile Tropical #112 ainda conta com o DJ DAGO, mentor e residente da festa Avalanche Tropical, Dago é um dos principais nomes do bass music no país com participações em diversos festivais incluindo Sónar Barcelona 2012, completando o line up o Dj e produtor paulistano TIDE, titular das badaladas festas Mel E Jè Treme, dono de um repertório quente e altamente dançante, pautado nas influências amazônicas e brasileiras, traz no seu set composições próprias, edits e remixes exclusivos.

dj-tide

DJ TIDE

Sobre o Baile Tropical

O Baile Tropical começou em Belém do Pará em 2010 e circulou pelas principais capitais do mundo em mais de 100 edições por 8 países, apresentando ao público as novas tendências da música tropical, africana, latina, brasileira e mundial no repertório de DJs e bandas de vários.

O evento busca reconectar antigas sonoridades tradicionais a novas texturas urbanas com misturas de batidas e timbres eletrônicos a ritmos populares periféricos como Cúmbia, Ragga, Dancehall, Bahia Bass, Moombahton, Rasteirinha Ou Twer, Trap, Ska, Guitarradas, Tecnobrega, Chicha, Reggaeton, Kuduro, Soca, Zouk Bass, Balkan Beats, Tropical Bass, Dub, Bhangra,Baile Funk E Afrohouse.

Sobre Patricktor4
Patricktor4 é um dos principais DJs e produtores brasileiros da atualidade. Baiano de nascimento, ele passou boa parte da vida girando pelo Norte e Nordeste brasileiro onde viu, ouviu e absorveu todas as influências da música popular produzida e consumida nesses lugares.

15417802_332834813764226_1187372017_o-1

“ Sente o meu grave te abraçar”
É assim que em março deste ano Patricktor4 apresenta  #ONDANOVA , seu novo single com produção de Leo D, que traz nos vocais a cantora pernambucana Maria Flor. Nesta música o DJ e produtor nos convida a sentir o grave do sound system abraçar nossos corpos, através de um mix de influências que vão desde a Axé music baiana dos anos 1980 ao Africanism de Martin Solveig e Bob Sinclar, passando pelos riffs de teclado do Funk Carioca dos anos 1990 até as linhas de baixo do Dub ao trap.
O que: Baile Tropical #112
Quem: Djs PATRICKTØR4 + PENSANUVEM + DAGO + TIDE
Quando: 11/02, Sábado, 22h
Onde: STAGE bar (Rua Brigadeiro Galvão 871 – Barra funda)
Quanto: Antecipado R$10, na porta R$20

%d blogueiros gostam disto: